Bolsa Pistola? Armas financiadas em 48 vezes para os POBRES, diz Bolsonaro

Share Button

Bolsa Pistola. Armas financiadas em 48 vezes para os POBRES, diz Bolsonaro

Mais uma mentira que rola pelas redes

Já se precavendo contra a narrativa de que somente os ricos terão condições de adquirir armas de fogo o DECRETO que sai essa semana sobre a posse de armas de fogo deve vir com um artigo especificando que o governo deve criar um subsídio para financiamento em até 48 vezes sem juros para que pessoas com renda menor que 5 salários mínimos passam adquirir sua própria arma de fogo. Pelo menos é isso que acreditam analistas que perceberam que a equipe de Jair Bolsonaro tem procurado antecipadamente driblar as ações e reclamações de quem chamam de esquerda lamurienta.

O Diário do Brasil apurou que pessoas sem formação militar não devem poder adquirir granadas e/ ou armas longas, também não poderá ser adquirido armas modernas como lazer e desintegradores de pessoas. Mas ex-militares ou ex-membros de forças de segurança poderão adquirir até fuzis automáticos e todos os tipos de equipamentos fabricados no país.

O governo acredita que só assim a sociedade estará em pé de igualdade com a marginalidade que abunda as grandes cidades. Estuda-se também um chip israelense a ser colocado nas munições de forma que a arma poderá  ser facilmente identificadas por meio da análise da munição deflagrada, esse chip também desvia o tiro de o mesmo for disparado contra um agente de segurança, desde que este esteja usando o colete desviador, que conterá outro chip que atua por geolocalização desviando o projetil disparado para cima em um ângulo de 73.131392199 graus, aproximadamente, ao mesmo tempo em que freia o projetil em pleno ar para que não atinja outras pessoas.

O chip israelense também é capas de produzir água por meio da fricção do projétil com o ar.

Ficarão de fora do financiamento membros das forças armadas, que poderão acautelar armas sem custo desde que comprovem a cada ano a manutenção dos equipamentos em boas condições.

O histórico dos compradores será analisado e ninguém que tenha sido condenado por crimes violentos ou mesmo furado uma fila em banco poderá adquirir armamento automático. Mas todos os brasileiros que desejarem se arriscar poderão adquirir revolveres 38 ou 32 da Taurus.

Brincadeiras a parte, a tal Bolsa Arma não é novidade no Brasil, veja a notícia abaixo, publicada no G1.

DiariodoBrasil

Share Button

Related posts:

Leave a Reply